06/01/2021
As lições que ficam para o varejo em 2021

As lições que ficam para o varejo em 2021

Depois de enfrentar uma pandemia mundial, sem perspectivas de término, quais são as lições de 2020 que ficam para os lojistas em 2021?

A pergunta foi feita para dois especialistas em varejo: Maurício Morgado, professor do Centro de Excelência em Varejo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), e Gustavo Carrer, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Gunnebo.

Veja o que eles destacam.

Maurício Morgado

ÁREA DE CIRCULAÇÃO –  O layout de uma loja deve considerar uma maior área para a circulação de pessoas e para o espaçamento de filas para os caixas, mesmo com a vacinação da população.

HIGIENIZAÇÃO – Os lojistas devem persistir com os procedimentos para a higienização da loja, dos funcionários e dos clientes. Os colaboradores precisam ser treinados constantemente para a proteção pessoal, dos ambientes e dos consumidores. Morgado constatou neste final de ano que, em algumas lojas, funcionários e clientes relaxaram nas medidas de segurança.

COMUNICAÇÃO – Os lojistas devem informar a clientela sobre o que está sendo feito em seu estabelecimento para evitar a contaminação do novo coronavírus. Essa comunicação pode ser feita por meio de funcionários, cartazes espalhados pelos ambientes e mídias sociais.

ADAPTAÇÃO DE MERCADORIAS – Se as famílias estão mais em casa, os lojistas devem reforçar as linhas de produtos em versões menores, atendendo os prazeres dos clientes com menor custo. De acordo com Morgado, todos os produtos que fizeram sucesso neste ano devido à pandemia vão continuar fazendo sucesso em 2021.

E-COMMERCE – O lojista que ainda não vende pela internet precisa se preparar para ter este canal de venda o mais rapidamente possível. Quem sobreviveu em 2020 com tantas restrições, diz ele, não sobrevive em 2021, se tiver novo fechamento do comércio e ou restrições.

GUSTAVO CARRER

TECNOLOGIA – Contagem de fluxo de pessoas, gerenciamento de filas e distanciamento social, prevenção de perdas e fraudes nos caixas, soluções para a gestão do negócio que ganharam força em 2020, devem ser mantidas em 2021.

INOVAÇÃO – Os consumidores estão testando e aprendendo novas formas de comprar e o varejo não pode permanecer estático. Os lojistas precisam criar mecanismos para captar, analisar e tomar decisões com base em dados provenientes de interações dos clientes. A personalização de ofertas e a indicação de produtos são ações de marketing que devem ser cada vez mais utilizadas.

DISPOSITIVOS MÓVEIS – Embora ainda tragam resultados, não basta mais anunciar na TV ou no tabloide, o varejo precisa estar na tela dos dispositivos móveis. Seja em mídias sociais ou em aplicativos de mensagens, a comunicação tem de ser pensada com objetivos e métricas que avaliam resultados. Ao escrever um post, o varejista tem de ter o mesmo cuidado que tem quando decide anunciar em mídia de massa.

COLABORAÇÃO – A pandemia redesenhou as relações entre o varejo e os seus fornecedores. No primeiro momento, garantindo o abastecimento, evitando assim o pânico e um caos ainda maior na sociedade. É preciso agora trabalhar para diminuir a tensão nas negociações para que ambos os lados ganhem, além do consumidor.


Fonte: Varejo em mídia

Foto de Sam Lion no Pexels

Entre em Contato

Rua Minervino Miguel Ferreira
354, Centro - Tijucas SC
CEP: 88200-000
48 3263 0640 / 48 3263 7400
99932-4012
[email protected]

Inscreva-se em nossa Newsletter

Top

Preencha todos os campos obrigatórios.

No momento não conseguimos enviar seu e-mail, você pode mandar mensagem diretamente para [email protected]

Preencha todos os campos obrigatórios.

Contato enviado com sucesso, em breve retornamos.

Você será redirecionado em alguns segundos!